84

Prefeitura Municipal de Rosário do Catete

Pular para o conteúdo

Prefeitura de Rosário relança o Boa Mesa e distribui máquinas forrageiras

Fonte: Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social
22/04/2019 às 11h28

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Em evento realizado no Centro Recreativo Rosarense, na manhã desta terça-feira, 16, o prefeito Vino Barreto relançou o Programa de Fornecimento de Alimentos às Famílias Carentes Boa Mesa e entregou 30 máquinas Forrageiras aos criadores rurais. Nesse retorno, o Boa Mesa vai beneficiar inicialmente 224 famílias com cestas básicas. Já os equipamentos agrícolas foram doados aos agricultores seguindo critérios técnicos da Codevasf.

Uma das beneficiadas com a cesta básica foi Wilma Costa Gonçalves, de 34 anos e mãe de seis filhos. “Esses alimentos chegam em bom momento, principalmente agora que estamos na Semana Santa”. A primeira Forrageira foi entregue ao senhor Ermínio Santos Nascimento.

Antes da distribuição das cestas básicas e dos equipamentos agrícolas, a Primeira-Dama de Rosário do Catete, Dona Nena Barreto externou a alegria dela com o retorno do Boa Mesa, pois o programa foi lançado em 2011 quando ela era secretária da Assistência Social. “Peço palmas para o prefeito Vino e a equipe da Secretaria da Assistência e Desenvolvimento Social, não só pelo retorno do Boa Mesa, mas também pela distribuição do Kit Alimentar da Semana Santana, como também da organização para o pagamento dos dois meses do Bolsa PIS que vai acontecer nesta quarta-feira, 16”.

O prefeito Vino Barreto também não escondeu o contentamento dele em beneficiar cerca de 260 famílias rosarenses em único ato com distribuição de alimentos e máquinas forrageiras. “Na minha primeira gestão, o Programa Boa Mesa foi o carro chefe das ações da Assistência Social em nosso município. Infelizmente a queda de arrecadação não permite, no momento, que mais famílias sejam contempladas. Em 2016, Rosário recebeu R$ 64,89 milhões. No primeiro ano da minha gestão, em 2017, foram quase R$ 15 milhões a menos. Mas à medida que os recursos aumentarem, mais famílias receberão cestas básicas”.

A secretária municipal da Assistência e do Desenvolvimento Social, Cristiane Ferreira, esclareceu que o retorno do programa de fornecimento de alimentos foi baseado em dois olhares, primando pelo direito humano à alimentação adequada. “Primeiro a erradicação da fome através do acesso público aos alimentos e de qualidade”.

Cristiane também esclareceu ao público os critérios para ser contemplado com o Boa Mesa e lembrou que os beneficiários do Bolsa PIS, não participa do programa de distribuição de alimentos.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação